Lentes Mecânicas em DSLR

adaptações, uso, reviews

Peleng fisheye 8mm/f3.5

with 2 comments

Image Hosted by ImageShack.us

Difícil alguém ficar indiferente aos seus resultados.  Dos comentários que li e ouvi são “gosto” e “não gosto”.  O seu uso é um tanto especifico. Gosto deste exagero na abrangência  e a distorção nas formas.

Alguns fatos que aconteceram comigo em seu uso que acho interessante. Aprecio  composição, estudo e experimento. No caso da Peleng sempre haverá cantos negros, poucas linhas que seja realmente retas, então usar geometria compositiva que estou mais acostumado se torna um desafio o que a deixa ainda mais divertida.

Outro fato é a exposição. Uso UniWB e fica configurado direto na minha câmera, então sempre aparecerá uma área de negro no histograma e as vezes pode complicar a fotometria. Lembrando que cenas com grande latitude são um problema também.

É  uma das fisheyes mais em conta que se encontra no mercado. De fabricação russa e produzidas para diversos mounts. A cerca de 2 anos tenho usado praticamente apenas lentes mecânicas pelos preços baixos e a qualidade ótica. Acredito que muitos usuários de  classic lenses tem esta diretiva e assim pensei muito, pois o preço não é dos mais atrativos.  Ainda estou experimentando-a, assim que chegou fui testá-la fotografando o meu banheiro.
Image Hosted by ImageShack.us

Um outro assunto que encontrei em vários comentários de fóruns tardiamente. O controle de qualidade e a embalagem não são um primor. Não é possível usar filtros no elemento frontal pela curvatura, tem uma rosca na parte traseira para isto e parece que existe um kit de filtros coloridos que acredito seja para controle de contraste em preto e branco da época das  películas.
Image Hosted by ImageShack.us

Veio com um filtro transparente  que estava contaminado com cola, no começo pensei que fossem riscos. Também houve certa quantidade de resíduos não sei se de metal, resto de tinta ou pó que sempre iam parar no sensor. Perdi um bom tempo limpando ambas com bomba de ar, pincel e borracha,  e confesso me ocorreu a idéia de passar o aspirador de pó na lente.

Fiz alguma fotos, mas uma série que achei interessante foi quando tive que usá-la por “apelação” . Convidado por amigos que tinha reservado lugar em um dos maiores Hanabi Taikai do país (show de fogos de artifício). A reserva feita era muito próxima. A solução foi usar fisheye.

A princípio tentei evitar o que os reviews dizem nos contras que é a tendência a flares e refração nas bordas.
Image Hosted by ImageShack.us

Durante a queima de fogos o encontro das partes escuras produzidas no quadro pela lente se encontrando com as da cena não estavam me agradando. Foi quando me ocorreu de usar os “defeitos” a favor. Procurando ângulos e posições para forçar a aparecerem,  este começaram a servir de moldura e delineando melhor a área que contém imagem.

A vários artigos revisões na rede, aqui um deles.
Artigos
na internet.

Existem alguns comentários sobre as poucas possibilidades de fazer um trabalho ou uso sério, mas concordo que é uma lente divertida.

Mais algumas fotos do festival de fogos.
Image Hosted by ImageShack.us
Image Hosted by ImageShack.us

Gato

Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us

Borboleta

Image Hosted by ImageShack.us

Anúncios

Written by yubokumin

13 de agosto de 2011 at 1:10

Publicado em Lentes.

“Qualidade Zeiss!”

with 4 comments

“Qualidade Zeiss!”.

É uma expressão que a gente sempre lê ou ouve quando se trata de equipamentos fotográficos e quando quer se traduzir em poucas palavras o quesito excelência.

Muitas vezes a simples frase já é bem chamativa e passamos a nos perguntar se realmente uma outra expressão faz sentido: “ … quem tem fama deita na cama” … que significa a confirmação de certas situações.

Bem, eu sou cético na maior parte das vezes e sou como Santo Tomé, tenho de ver pra crer.

Usando constantemente lentes da qualidade da Helios e da Takumar, me parecia suficientemente expansivo o preço que se cobra pelas lentes Zeiss.

Minha curiosidade era grande, mas a falta de coragem e o preço mais barato por lentes que são ótimas, como as descritas acima, me impediam de investir cerca de R$ 600,00 em uma lente Zeiss.

Paguei pra ver e comprei uma.

De princípio, achei uma ótima lente, boa de manusear, boa de focar e com qualidade igualmente boa … mas não excepcional como descreviam reviews e opiniões encontradas em fóruns e listas de discussões.

Na verdade não havia de minha parte arrependimento, mas havia uma dúvida se a lente era realmente tudo aquilo que descreviam.

Comecei a usá-la sistematicamente, praticamente só fotografava com a lente e comecei a pegar o jeito dela … e aí veio a constatação …

A lente, e por conseguinte a ótica Zeiss, é realmente uma coisa absurda.

Nas últimas semanas fotografei com certa regulariade e produzi algumas imagens que, olhando bem calmamente, produzem um resultado que me parece superior quando comparadas com outras lentes.

As imagens abaixo publicadas são a prova que eu precisava para me sucumbir ao que tinha lido.

Cada uma com uma particularidade diferente dependendo das condições de luz em que foram feitas, mas todas elas com resultados estupidamente bons, para não dizer excelente.

Na foto abaixo nota-se o brilho na pele e os detalhes de nitidez surpreendente no cabelo e na garrafa de refrigerante, por exemplo.
Os vincos da camisa e os detalhes do prato metálico sobre a mesa.

A foto abaixo surpreende por detalhes como a cor da pele avermelhada, de minha sobrinha recém-nascida, algo característico em nenêns.
As diferenças sutis do branco e do bege dos vestuários do hospital, a transparência do berço, os detalhes dos bordados do travesseiro e do ‘amassado’ das roupas.

Na foto a seguir o suor do trabalhador, a fumaça do objeto que queima a pele do animal quando marca-o, a barba cerrada em tons brancos e escuros, os rasgados do boné, os diferentes tons de preto e marrons no couro do animal.

Na próxima é incrível notar as rugas bem demarcadas, as pintas nos braços, a nitidez da expressão da senhora e o emblema da marca do refrigerante muito bem delineado.

São apenas exemplos da capacidade de reter detalhes que a lente demonstra e produz.
A nitidez abundante, os contrastes certos e os desfoques suaves.

Se a Zeiss conquistou ao longo do tempo uma fama de marca conceituada e sinônimo de qualidade não foi à toa.

Bastou um par de meses e ‘meia-dúzia’ de fotos para que eu me rendesse.

É … “quem tem fama deita na cama.“… ou … “Qualidade Zeiss!”

Captura: Carl Zeiss Jena Flektogon 35/2.4.

Written by peridapituba

8 de julho de 2011 at 20:45

Publicado em Lentes.

Uma das melhores fotos que já fiz.

with 4 comments

A foto mostrada é uma das melhores fotos que já fiz no tema street.
Pra quem entende um pouco de fotografia e se dedica ao assunto não é necessário explicações.

Carl Zeiss Jena Flektogon 35/2.4.

Written by peridapituba

20 de maio de 2011 at 22:27

Publicado em Generalidades.

Fotografando a vida.

leave a comment »

Ultimamente tenho visto muitas pessoas buscando assuntos para fotografar que se baseiam em ambientes com forte presença de beleza, sejam paisagens, pássaros, ou outros assuntos que rendam fotos plasticamente bonitas.

Indo em um caminho inverso, eu nunca me interessei muito pela beleza demonstrada nas fotografias que faço.

Entendo que não há caminho certo nem errado, todos somos livres para buscar as imagens que nos agradam e fotografar os assuntos que nos inspiram.

Gosto de fotografar a vida que me cerca e invariavelmente me interesso por assuntos que não possuem ‘beleza’.

Nestes 3 útimos dias fiz 2 séries de imagens em que a apresentação “visual” não está calçada na beleza literal das imagens.

Mas me encantam por serem partes do mundo que me cerca, da vida que eu vivo dia a dia e pelas maneiras que eu achei em resolver os assuntos e tirar o melhor proveito das cenas.

Para isto, as composições são minuciosas e os momentos de clique executados numa fração de segundo tal que, se passados, inviabilizariam as capturas.

A 1ª série diz respeito a um grupo de pedreiros que rebocavam um muro perto de minha casa, e renderam fotos muito bacanas, das quais mostro as 2 abaixo:

A 2ª série foi feita hoje, quando um grupo de marceneiros veio em minha casa acabar um serviço que faltava.

Também mostro 2 exemplos abaixo:

Definitivamente não são fotos bonitas.

Mas são belas por mostrarem a vida que nós conhecemos e que muitos relevam, ou não percebem.

As 2 séries estão disponíveis nos endereços a seguir:

1- Janelas.

2- Terminando …

A série 1 foi feita com uma Helios 44M6.

A série 2 foi feita com uma CZJ Flektogon 35/2.4.

Written by peridapituba

20 de abril de 2011 at 1:49

Publicado em Generalidades.

Industar 50-2/3.5.

leave a comment »

Uma lente pancake, que parece de brinquedos e tem ótimas respostas em luzes duras e secas.

Aqui 2 fotos feitas com ela.

Na foto 1, abaixo, a “secura” da luz do meio do dia, com as texturas do 1º plano muito bonitas.
Contrastes fortes, cores ‘pesadas’ e muita retenção dos detalhes.

Na foto 2, a seguir, a beleza dos tons pb, numa foto feita em iso 6400 com uma Sony Alpha 700.

Maravilha de lente, com o fato positivo de ser ótima no quesito portabilidade.

Uma foto da lente:

Written by peridapituba

12 de abril de 2011 at 1:20

Publicado em Lentes.

Comprei outra Zeiss.

with 7 comments

Há um ano, ou pouco menos, comprei uma Carl Zeiss Jena Flektogon 35/2.4 no e-bay.
É uma lente muito boa e foi relativamente cara.
Com ela fiz e faço ótimas fotos (alguns exemplos abaixo) e estou satisfeito à beça.

Mas a minha lente tem abertura mínima de f/16.
Olhando no e-bay fui percebendo que existem lentes de abertura mínima f/22.
Não sei se umas são melhores que as outras – entretanto, talvez, as últimas sejam mais ‘novas’ – e na verdade não procurei por review’s sobre isto.
Anteontem eu entrei no e-bay e fiquei olhando umas Zeiss iguais a minha, porém c f/22 de abertura mínima.
Tem um vendedor da Grécia, chamado Still22, que sempre tem ótimas lentes destas e tinha 4 ou 5 exemplares.
Na verdade não estava com vontade de comprar uma nova lente, até mesmo por já ter uma … a não ser por um preço mais baixo.
Mas eu dei um lance bem baixo numa destas lentes no início de um leilão, e até apaguei o e-mail provisório de confirmação de vencedor, pois achei que eu não iria vencer mesmo.
Qual não foi minha surpresa hoje de tarde quando abri meus e-mail’s e vi uma mensagem de vitória na compra da lente.
Foi uma sorte dos diabos.
Resultado: já paguei a lente, que saiu ainda mais baixo do que o valor que eu ofertei (além de ter pego o dólar com uma cotação baixíssima, o que favoreceu ainda mais); e agora eu tenho 2 Zeiss Flektogon, uma com abertura mínima de f/16 e outra com f/22 … agora é só esperar chegar …
Capaz de vender uma delas. -rs

Written by peridapituba

10 de abril de 2011 at 21:48

Publicado em Generalidades.

Resultados imprevistos … mas nem sempre desagradáveis …

leave a comment »

A gente sempre imagina algum resultado quando fotografa.
Seja um desfoque legal, uma nitidez desejada, uma composição agradável …

Mas em alguns momentos alguns resultados imprevistos nos agradam tanto que a gente se surpreende positivamente.

Estas 2 fotos abaixo foram feitas aqui agora.

É aniversário de minha esposa e ela quis apenas algo bem íntimo e só quem apareceu foi a irmã, a minha sogra e minha mãe.

Eu estava sentado na frente do notebook e a tela, muito luminosa, provocou esta imagem baça, sem brilho, de baixo contraste e com uma luminosidade que provocou um quase flare interessantíssimo.

Inclusive com uma estética que relembra algo dos anos 60.

A lente é ótima e dispensa comentários, uma Helios 44m6, aberta em f/2.

O resultado, imprevisto, me agradou demais.

Written by peridapituba

16 de março de 2011 at 0:22

Publicado em Generalidades.